quinta-feira, 21 de junho de 2012

PROVAS HISTÓRICAS DO SHABAT LUNAR
O calendário de vara encontrada no Termas de Tito (79 dC construída - 81) fornece mais uma prova de que nem o shabat bíblico, nem o dia da ressurreição do Mashiach jamais poderá ser encontrada usando o calendário juliano. O círculo central contém os 12 signos do zodíaco, correspondente aos 12 meses do ano. Os algarismos romanos nas colunas esquerda e direita indicam o dia do mês. Em toda a parte superior do calendário vara aparecem os sete deuses planetários dos romanos pagãos. Sábado, (ou dies Saturni - O dia de Saturno) foi o primeiro dia da semana, e não o sétimo.
O Moderno / Calendário Romano começou por volta de 46 aC por Júlio César.
Antes desse tempo, há algumas outras fontes que nos dizem que o Shabat foi
contado pelo calendário lunar: The Universal Jewish Encyclopedia o reconhece,
dizendo que os Shabatot foram originalmente observados pelas fases da lua.
Philo que viveu no mesmo tempo que o nosso Salvador, reconhece que a semana
era só pela lua , bem como Clemente de Alexandra (Estomas vol. VI). No
entanto, os hebreus nem sempre continuaram a manter o Shabat como YHUH os
fez esquecer; Veja Lamentações 2:6.
Os Jubileus PROVAM que o ciclo de sete dias fixos como no calendário
Gregorianio NÃO É VERDADE O ano dos jubileus quebra o ciclo de seis anos de semeadura, em seguida, há descanso, com dois “back-to-back”, a terra repousa sobre a 49 e 50 anos, mesmo que a lua nova quebra o ciclo dos seis dias de trabalho com dois dias de “back-to-back”, o culto no final do mês. No último dia shabat do mês e do dia da lua nova são dias de culto. (Ezechel 46:1) "As portas da casa YHVH devem ser fechadas durante os seis dias úteis da semana, e abrir no Shabat" e "o dia da lua nova."
EXEMPLO: A terra é semeada por seis anos e permitiu a descansar no sétimo
ano, mas depois a terra repousa por 7 sete anos (49 anos) e novamente no resto
do ano 50 que quebra o ciclo dos seis restantes, seis de descanso, ETC. Desde o
sétimo dia de descanso, você tem seis "descansos" restante, contando os 49 e 50
anos de descanso, que quebra o ciclo de seis de descanso com dois “back-to-
back” de descanso. Este é absoluto. O ciclo de seis da semeadura, em seguida,
descanso é interrompido por um descanso no final dos anos 49. O mesmo é
verdadeiro quando o dia de culto a lua nova. Os portões da casa de YHVH seriam fechados durante os seis dias úteis da semana, e abrir no Shabat "e" no dia da lua nova. (Yechezkel-Ezequiel 46:1) Isto coloca dois dias de adoração em uma fileira e que é por isso que o Shabbats estão sempre na 8o, 15o, 22o e 29o da lua, porque a semana de trabalho começa depois da lua nova, ou Shabbats. Este também é um absoluto. Em outras palavras, se a lua nova, não é um dia de trabalho normal da semana em que você pode "comprar e vender" (Amós 8:5) e fazer todo o seu trabalho, então você terá apenas "cinco" dias uma vez por mês, onde você pode comprar e vender e fazer todo seu trabalho, e sabemos que a Escritura ensina que nós temos "seis" dias de trabalho e fazer todo o nosso trabalho. O mesmo acontece com o 50o ano Jubileu. Se você contar o 50o ano como o primeiro ano para o Jubileu seguinte, você terá apenas "cinco" anos para semear a terra nos sete primeiros anos e no final de 50 anos, você terá 99 anos nos dois 50 anos do Jubileu em vez de 100 anos. (Faça a matemática) dois jubileus de 50 anos é 100 anos. Outro absoluto. Tudo porque em nossas mentes, nós pensamos que o ciclo de "seis semeadura um descanso" não deve ser interrompido, embora YHVH irá quebra-lo com dois de descanso da terra, mesmo que Ele rompa com o ordinários dias úteis de cada mês, com "dois dias" adoração, em vez de um, que o homem  discorda. Isto é que YHVH está fazendo e é maravilhoso aos nossos olhos.
JOSEPHUS
O historiador Flávio Josefo relata os registro dos Shabbats que podem ser
identificados e estão na forma de 8o, 15o, 22o e 29o da lua nova e não foi contado como um dos seis dias de trabalho. Os romanos viram que os hebreus, no Shabat, não lutavam, ao menos que eles fossem atacados. Mudaram-se os seus motores e aríetes até as paredes, no dia do Shabat, que de outra forma que não se podia fazer, e no dia seguinte, eles golpearam a cidade. Josefo registra que o 23o foi o "dia seguinte" após o Shabat, quando os romanos atacaram, ou o dia após o Shabat, quando tinha tudo no lugar. (Consulte a página 369. Antiguidades dos judeus Livro 14, capítulo 4:3 e nota de rodapé na página 370).
PHILO
Philo era muito influente que viveu ao mesmo tempo na época do Salvador,
manteve a semana e Shabbats pela lua, ele disse que você tem uma lua cheia no
final de semana a 2, o que prova que os hebreus no tempo do Messias sabia que a semana era contada pela lua. Ver páginas de Estudos Preliminares 313, 19 cap. (106). Nos escritos de Filo, ele registra que a festa dos Pães Ázimos só com a Festa dos Tabernáculos, foram designados para o dia do Shabat semanal, que
ambos estão no dia 15 / Shabat. Philo sabia que o dia 15 foi um dia do Shabat
semanal, que começou com ambas as Festas de YHVH, que durava sete dias.
Consulte a página 532 Philo xxx (161) Philo sabia que os israelitas receberam
descanso no dia 15 do cativeiro do Egito e as festas no 1o e 7o meses e tem a ver com a sua forma da libertação da escravidão no Egito no dia 15, um Shabat e festa destes dois, foram designados para os dias na 7a semana (dia 15) de acordo com Philo que viveu no dia de nosso Messias, estes são dias memorial, que começou nestas duas semanas do festival. Embora, nunca Philo, estivesse certo quando disse que o sétimo dia é pela lua e é contado a partir da lua nova, não tinha necessidade, especialmente se o conhecimento era comum neste momento. Ele disse que "o quarto mandamento tem referência ao sétimo dia sagrado, que pode ser aprovada em um modo santo e sagrado. Agora, alguns estados mantem o festival Santo somente uma vez no mês, a contar da lua nova, como um dia sagrado para YHVH: mas a nação dos hebreus mantem cada sétimo dia, regularmente, a cada intervalo de seis dias de trabalho. " (Contando a partir da Lua Nova). Philo página 526 xx (96).
No mínimo, a contar da lua nova para o Shabat não é nada de novo e Philo
reconhece que alguns estavam mantendo-o apenas uma vez por mês e eles
acharam a contar da lua nova. Novamente, Philo menciona a lua com o sétimo dia. Na página 26 (iv) (8) "Novamente, as mudanças periódicas da lua, tem lugar de acordo com o número sete, que a estrela que tem a maior simpatia com as coisas da Terra. E as mudanças que a lua funciona no ar, e a aperfeiçoa principalmente em conformidade com as suas próprias configurações de cada dia "sétimo". Se Philo, que viveu antes e durante vinte anos após o tempo do Messias, está dizendo isso, eu acredito no que ele está dizendo, não está fora de harmonia com as Escrituras ou da história. Arão e seus filhos Arão e seus filhos foram santificados por sete dias, que começou em uma lua nova, e no oitavo dia, houve uma assembléia (Moed) da congregação. O ponto é que durante esses sete dias, eles não sairam da porta do Tabernáculo por sete dias e noites. Levítico 8:34, 35. No calendário do shabat ou montagem, poderia interromper estes sete dias que eles estavam sendo santificados no tabernáculo.
Foi a partir da lua nova até o sétimo dia. No Shabat, o dia 8, que era o sétimo dia após seis dias de trabalho, se reuniram a congregação e não antes. Isso prova que a Assembléia ou convocações puras foram nos dias 8, 15, 22 e 29. Em Ex.40: 1, YHVH falou a Moshé dizendo que no primeiro dia da primeira lua, tu deve configurar o tabernáculo da congregação. "Além disso, em Ex 40:12-15, Moshe foi ordenado para ungir Arão e seus filhos e colocá-los as vestes sagradas, e o versículo 17 diz: "E aconteceu que, na primeira lua no segundo ano, no primeiro dia da lua que o tabernáculo foi levantado." Aqui, novamente a primeira lua do primeiro mês é o padrão da primeira semana de Gênesis, todas as coisas que saíam para fora da escuridão representado no sair da conjunção.
Lev.8:3 diz que foi dito a Moshe para reunir a congregação (na Lua Nova) e nos
versos 6-13, Moshe trouxe Arão e os filhos e as vestes puras sobre eles e ungiu o
tabernáculo sozinho com Arão e seus filhos como ordenado. No versículo 33 eles foram ordenados a não sair do Tabernáculo por sete dias, mas no oitavo dia
(Shabbat) YHVH apareceu-lhes. (Levítico 9:15, 23) Por estes versos que você
pode localizar que eles começam a sua santificação para a 7 dias e no dia 8 foi a
assembléia da congregação, na Lua Nova. Isso coloca o Shabbat em 8, 15, 22 e
29 provando que o dia da lua nova não é contado como um dos dias úteis para
chegar ao primeiro Shabbat. Quando as pessoas foram separadas para a limpeza, como um leproso, ou quando o templo foi dedicado, ele começou no Rosh Chodesh ou Shabat, tal como fez a separação de Arão e seus filhos.
SALOMÃO Pcelebrou Salomão a festa por sete dias, a Festa dos Tabernáculos
(15 - 21). O versículo 9 diz que no oitavo dia (22a) Shabat, eles fizeram uma
assembléia solene para que a dedicação do altar sete dias, (8 -14) e a festa sete
dias (15 - 21). Se você contar para trás, verá que a dedicação do altar começou no dia 8. O versículo 10 continua a dizer que no dia 23, ele despediu o povo. Por que ele não mandou embora no dia 22? Será que 22 foi um Shabbat? Quando você conta apartir do Shabat a Shabat, há oito dias. O dia de reconstrução pode ser de dois dias de Miqra kadosh-reunião solene. (I Sam. 20:5 - 27).
“O calendário romano original, introduzido por volta do século VII ., tinha 10 meses e 304 dias no ano, que começava em março. Mais dois meses, janeiro e fevereiro, foram acrescentados posteriormente, ainda no século VII a.C., mas como os meses tinham somente 29 ou 30 dias, era preciso intercalar um mês extra aproximadamente a cada dois anos. Os dias do mês eram designados pelo incômodo método de contar para trás a partir de três datas: as calendas, ou o primeiro dia de cada mês; os idos, ou meados do mês, que caíam no dia 13 de certos meses e no dia 15 outras vezes; e as nonas, ou o nono dia antes dos idos. No ano 45 a.C, Caio Júlio César decide ritamente solar. Esse calendário, conhecido como juliano, estabeleceu o ano normal, com 365 dias, e o ano bissexto, a cada quatro anos, com 366 dias.
O calendário juliano também instituiu a ordem dos meses e dos dias da semana tal como aparece nos calendários atuais.” – (Ibidem.).
destaque no primeiro século, foi associado com o Sol, a Lua e os cinco
planetas visíveis. Os antigos entendiam que o final da Lua (segunda), Marte
(terça), Mercúrio (quarta), Júpiter (quinta-feira), Vênus (sexta), Saturno
(sábado) e Sun (domingo). O método para organizar estes planetas
tradicionais, de uma forma estranha e pouco ortodoxa vem de sua regência
suposto de sucessivas vezes durante as 24 horas do dia e 168 horas da
semana.:
Vênus, Mercúrio, Lua) foram concebidos astrologicamente como os
respectivos" chefes "de 7 a primeira das 24 horas do primeiro dia e,
posteriormente, de cada conjunto sucessivo de 7 horas. As primeiras horas
de sete dias consecutivos foram, assim, governada por Saturno, por sua vez,
o Sol, a Lua, Marte, Mercúrio, Júpiter e Vênus, depois que o ciclo se repetiu.
Cada dia foi nomeado após o planeta que governou a primeira hora, e os sete
dias na semana planetária foi assim definido "(da Enciclopédia Britânica,
1972: Week).
A sistemas fixos da semana do calendário que pode representar uma tentativa de início de transição a partir da semana lunar mais antiga para a semana moderna fixada e tornada obrigatória por Roma a alguns séculos mais tarde. Manuscritos do Mar Morto e fragmentos também preservam um calendário luni-solar, junto com novas luas e escuras que são desnecessários, se apenas manteve o calendário puramente solar de 364 dias.
"semana moderna nomeada após os sete planetas], deve ser datado no final do primeiro século dC" - W. Rordorf
"Ele então colocou-a como uma criatura da noite, para Infalível no Mes, entregou-lhe a uma tiara. No início do mês, então, aparecendo na terra Os poderes brilham para dar a conhecer as esta No sétimo dia, a tiara aperfeiçoamento, Asa [banheira] tu então encontrar, no me sábado: Babilónia).
"oxyrhynchus", pt, 1, p.3, Logion 2, verso 4-11 Egito 200-250 dC

sábado, 2 de junho de 2012

Mesmo de relance poder-se-á constatar ser a maior parte das doutrinas da dogmática cristã procedente de fonte diversa das escrituras.
Suas informações relativas aos sacramentos, à mariologia, à sucessão e colegialidade dos bispos, à infalibilidade e primado dos papas e pastores, à sua organização eclesiástica, ao purgatório, à negação a Torah (lei), ao culto dos santos, à ignorância às celebrações das Escrituras instituídas pelo Criador, de onde provém?
Essa fonte diferente é chamada TRADIÇÃO.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Preceitos Positivos
Preceitos Negativos 

OBRIGAÇÕES
Crer em YHWH
A unidade de YHWH
Amar a YHWH
Temer a YHWH
Servir a YHWH através da oração
Aproximar-se de YHWH: unindo-se ao sábio e imitando sua conduta
Jurar em nome de YHWH somente quando necessário
Trilhar os caminhos de YHWH
Santificar o nome de YHWH, e sacrificar-se por Ele
Ler o Shemá Yisrael
O Estudo da Torá
Colocar o tefilin da cabeça
Colocar o tefilin do braço
Vestir o tsitsit
Fixar mezuzá nos umbrais das portas
A reunião do povo no Templo Sagrado durante a festa de Sucot para a leitura da Torá
O rei deve transcrever o rolo da Torá, que deve permanecer sempre com ele
Ter uma Torá para si
Agradecer a YHWH após as refeições
Construir o Templo Sagrado
Respeitar o local do Templo Sagrado
A guarda do Templo Sagrado
O serviço dos Levitas no Templo Sagrado
As abluções dos Cohanim
A obrigação dos Cohanim de manter as lamparinas da Menorá acesas
A obrigação dos Cohanim de abençoar o povo
O pão da proposição
A queima do incenso
O fogo perpétuo do altar
Remover as cinzas do altar
Retirar os impuros do Templo Sagrado
Honrar o Cohen
As vestes do Cohanim
Os Cohanim devem carregar a Arca Sagrada
O óleo da unção
Os Cohanim devem oficiar em grupos, revezando-se no serviço
Os Cohanim devem fazer-se impuros pelos parentes mortos
O Cohen Gadol deve casar-se com mulher virgem
O sacrifício diário
A oferenda diária do Cohen Gadol
A oferenda adicional do Shabat
A oferenda adicional da lua nova
A oferenda adicional da festa de Pêssach
A oblação da nova cevada
A oferenda adicional de Shavuot
A oferenda de dois pães na festa de Shavuot
A oferenda adicional do ano novo
A oferenda adicional de Yom Kipur
O ofîcio de Yom Kipur
A oferenda adicional da festa de Sucot
A oferenda adicional de Shemini Atsêret
Subir ao Templo trazendo o sacrifício nas três peregrinações anuais
Comparecer diante do Eterno nas três peregrinações anuais
Participar das três peregrinações anuais com alegria
Abater a Oferta de Pêssach
Comer a Oferta de Pêssach
Abater a segunda Oferta de Pêssach
Comer a segunda Oferta de Pêssach
Tocar as cornetas no Templo Sagrado
Oferecer gado com idade mínima determinada
Oferecer apenas sacrifícios perfeitos
Colocar sal em cada sacrifício
O sacrifício de Olá
O sacrifício de Chatat
O sacrifício de Asham
O sacrifício de Shelamim
A Oblação
O sacrifício de um tribunal que cometeu um erro
O Sacrifício de Pecado
O Asham Talui
O Asham Vadai
O sacrifício de Olê e Yored
Confessar
A oferenda levada por um Zav
A oferenda levada por uma Zava
O sacrifício depois do parto
O sacrifício levado por um leproso
O dízimo do gado
Santificar o primogênito
Resgatar o primogênito
Resgatar o primogênito do jumento
Abater o primogênito do jumento
Levar os sacrifícios devidos durante o primeiro festival
Oferecer sacrifícios somente no Templo Sagrado
Levar para o Templo Sagrado todos os sacrifícios oferecidos por pessoas que moram fora de Israel
Redimir oferendas defeituosas
A santidade de uma oferenda substituída
O cohen deve comer os resíduos das oblações
O cohen deve comer as carnes dos sacrifícios consagrados
Queimar sacrifícios consagrados que se tornaram impuros
Queimar as sobras dos sacrifícios consagrados
O nazir deve deixar seus cabelos crescer
A obrigação do nazir de consumar seu voto
Cumprir todos os compromissos orais
A revogação de promessas
Tornar-se impuro com cadáveres de animais
Tornar-se impuro através do contato com 8 tipos de repteis
Tornar-se impuro através de comida e bebida
O estado de impureza que advém para a mulher em período de menstruação
O estado de impureza depois do nascimento de uma criança
O leproso
As roupas contaminadas pela lepra
A casa de um leproso
O zav
Seguir as leis relativas ao estado de impureza que advém da ejaculação do sêmen
A zavá
A impureza de um cadáver
A lei da água de aspersão
Mergulhar no banho ritual, o micvê
Purificar-se da lepra
O leproso deve raspar a cabeça
O leproso deve ser reconhecível
As cinzas da vaca vermelha
A avaliação de uma pessoa
A avaliação de animais
A avaliação das casas
A avaliação dos campos
A restituição por sacrilégio
A colheita do quarto ano
Peá para os pobres
A respinga para os pobres(leket)
Deixar a gavela esquecida para os pobres
Deixar as sobras dos cachos de uva para os pobres
Deixar as uvas caídas para os pobres
Levar as primícias ao Templo Sagrado
A grande oferta da elevação
O primeiro dízimo
O segundo dízimo
O dízimo dos levitas para os Cohanim ou a oferta da elevação
O dízimo do homem pobre
A declaração do dízimo
A narração ao levar as primícias
A oferta da massa
Recusar à produção de sua propriedade no ano sabático
O pousio da terra durante o ano sabático
Santificar o ano do jubileu(quinquagésimo)
Fazer soar o shofar no décimo dia deTishrei no ano do jubileu
A devolução da terra no ano do jubileu
O resgate das propriedades dentro das muralhas da cidade
Contar os anos até o jubileu
Cancelar as dívidas no ano sabático
Cobrar dividas dos idólatras
A parte do Cohen de cada animal puro que se abate
A primeira tosquia deve ser dada ao Cohen
As coisas consagradas
Shechitá
Cobrir o sangue de ave e animal abatidos
Liberar a mãe quando se pegar seus filhotes
Procurar os sinais de pureza determinados no galo e nos animais
Procurar os sinais de pureza determinados nos pássaros
Procurar os sinais de pureza determinados nos gafanhotos
Procurar os sinais de pureza determinados nos peixes
Determinar a lua nova
Descansar no Shabat
Proclamar a santidade do Shabat
Retirar o fermento
Narrar o Êxodo do Egito
Comer matsá na noite de 15 de Nissan
Descansar no primeiro dia de Pêssach
Descansar no sétimo dia de Pêssach
Contar o ômer
Descansar no dia de Shavuot
Descansar no dia de Rosh Hashaná
Jejuar no dia de Yom Kipur
Descansar no dia de Yom Kipur
Descansar no primeiro dia de Sucot
Descansar no dia de Shemini Atsêret
Morar na Sucá durante os dias de Sucot
Pegar um lulav no Sucot
O Shofar no dia de Rosh Hashaná
O meio shekel
Acatar o que dizem os profetas
Nomear um rei
Obedecer ao San'hedrin
Aceitar a decisão da maioria
Nomear juizes e oficiais do Tribunal
Tratar as partes com igualdade perante a lei
Testemunhar no tribunal
Investigar o depoimento das testemunhas
Condenar as testemunhas que prestarem falso testemunho
Eglá Arufá
Designar seis cidades de refúgio
Designar cidades para os Leviim
Eliminar o perigo de nossas moradias
Destruir todo o tipo de idolatria na Terra de Israel
A lei da cidade apóstata
A guerra contra as sete nações hereges
A extinção de Amalec
Recordar os atos nefastos de Amalec
Quando se desencadear uma guerra para ampliar a terra de Israel, propor ao inimigo que ele se submeta; caso se recuse, ataca-lo
Nomear um cohen para discursar para o povo, antes de uma guerra, incentivando-o a ter fé em YHWH, pois será vitorioso, e permitindo voltarem os homens que não estiverem aptos para a batalha
Ao sair em guerra, preparar um local especifico para as necessidades fisiológicas, fora do acampamento
Preparar, se estiver em um acampamento de guerra, uma pá para cavar um local para as necessidades fisiológicas e, depois, cobri-las
Devolver o roubo com acréscimo de 20%, se o objeto estiver intacto; caso contrario, pagar 120% do seu valor, e ficar com o objeto
Fazer caridade e ajudar o necessitado (para ele ter o que tinha antes, caso tenha se empobrecido)
Ao libertar um escravo judeu, dar-lhe bens materiais (não sair sem nada)
Emprestar dinheiro ao pobre (vale mais que caridade, pois o pobre pode se envergonhar de pedir)
Cobrar juros de um gentio
Devolver o penhor para o seu dono, quando ele precisar, retomando-o depois
Pagar no mesmo dia o salário do empregado diarista
Deixar o empregado que trabalha na terra comer do seu fruto
Retirar a carga de cima do animal quando este estiver caído por excesso de peso
Ajudar a montar a carga sobre um animal ou uma pessoa
Devolver o objeto perdido ao seu dono
Advertir a quem desejar transgredir uma proibição
Amar o próximo como a si mesmo
Amar os convertidos ao judaísmo pelas normas prescritas, e não humilha-los
Calibrar pesos e medidas de modo honesto
Honrar os sábios e levantar-se em sua honra
Honrar pai e mãe
Temer pai e mãe
Multiplicar a espécie
Casar-se através do kidushim
O marido deve se dedicar durante o primeiro ano do casamento a esposa (não viajar, não sair em guerra, etc.)
Fazer a circuncisão no filho aos oito dias de idade
Casar-se com a esposa do irmão falecido que não deixou filhos (levirato)
Se não quiser se casar com a esposa do irmão falecido que não deixou filhos (levirato), proceder-se a chalitsá
O estuprador deve casar-se com a moça virgem estuprada (a menos que ela não queira)
Punir o difamador de sua esposa (dizer que não era virgem quando de fato o era), não podendo manda-la embora pelo resto da vida (só se ela o quiser)
Punir o sedutor de uma virgem com multa
Cumprir conforme o prescrito para casar-se com uma mulher gentia durante uma guerra
Ao se divorciar, escrever um documento
Cumprir os preceitos relativos a mulher que, apesar de advertida, é suspeita de praticar adultério com outro homem
Aplicar até 39 chicotadas nos indivíduos que transgredirem determinadas leis
Mandar aquele que matou alguém sem querer, para uma cidade de refugio
Condenar a pena de morte, através de espada, os indivíduos que transgredirem determinadas leis
Condenar a pena de morte, através da forca, os indivíduos que transgredirem determinadas leis
Condenar a pena de morte, através de queima, os indivíduos que transgredirem determinadas leis
Condenar a pena de morte, através de apedrejamento, os indivíduos que transgredirem determinadas leis
Pendurar numa árvore, para execração pública, o indivíduo executado que foi condenado pelo tribunal a pena de morte por praticar idolatria ou blasfêmia
Enterrar os condenados a pena de morte até o anoitecer do mesmo dia da execução
Cumprir os preceitos relativos ao trato de um escravo judeu
O patrão ou o seu filho devem casar-se com sua escrava judia
O patrão deve por em liberdade sua escrava judia, se ela não se casar com ele ou seu filho
Cumprir os preceitos relativos ao tratamento do escravo cananeu
Julgar a agressão de uma pessoa a outra
Aplicar as leis relacionadas a uma agressão por um animal
Aplicar as leis relacionadas ao prejuízo provocado por obstáculos colocados em lugar público
Aplicar as leis relacionadas ao ressarcimento do roubo por parte do ladrão
Aplicar as leis relacionadas ao prejuízo causado por um animal no campo alheio
Aplicar as leis relacionadas ao prejuízo provocado pelo fogo
Aplicar as leis relacionadas a quem guarda um objeto de graça
Aplicar as leis relacionadas a quem guarda um objeto mediante pagamento
Aplicar as leis relacionadas a quem pede um objeto emprestado
Aplicar as leis relacionadas a maneira como se toma posse de um objeto (compra e venda)
Aplicar as leis relacionadas a argumentações e contra-argumentações (concordâncias e discordâncias) entre dois indivíduos
Salvar o perseguido do perseguidor que quiser matá-lo
Aplicar leis relacionadas a heranças

PROIBIÇÕES

Não acreditar em divindade que não seja YHWH
Não fazer estatua de idolatria
Não fazer objetos de idolatria para os gentios
Não fazer estatuas de seres humanos para qualquer finalidade
Não fazer qualquer um dos quatro tipos de trabalhos de idolatria tradicionais: se ajoelhar, jogar vinho, oferecer sacrifícios ou acender incensos para uma estatua
Não fazer qualquer tipo de serviço pertinente a um determinado tipo de idolatria
Não carregar os filhos entre duas fogueiras em ritual da idolatria de molech
Não praticar idolatrias do tipo perguntar a espíritos conforme rituais de ov (respostas através de vozes provenientes das axilas)
Não praticar idolatrias do tipo previsão do futuro, conforme os rituais do yidoni (colocar osso de um pássaro na boca, queimar incenso, e entrar em transe)
Não se aprofundar em estudos a respeito de cultos de idolatrias
Não construir altares onde se aglomerem pessoas para praticar idolatrias
Não esculpir pedras para se ajoelhar, mesmo que for para YHWH
Não plantar árvores perto do altar de sacrifícios ou no pátio do Templo Sagrado
Não jurar ou fazer jurar alguém em nome de idolatria, mesmo um gentio
Não ser um incitador de massas para a idolatria
Não ser um incitador de uma pessoa para idolatria
Não amar um incitador de idolatria
Não ajudar um incitador de idolatria
Não salvar a vida de um incitador de idolatria
Não defender um incitador de idolatria
Não esconder a culpa de um incitador de idolatria
Não aproveitar enfeites que foram utilizados em idolatria
Não reconstruir uma cidade destruída por praticar idolatria
Não aproveitar objetos de uma cidade destruída por praticar idolatrias
Não ajudar materialmente a manutenção ou construção de idolatria
Não fazer profecias em nome de idolatrias, incitando a pratica-las
Não fazer profecias falsas
Não escutar profecias baseadas em idolatria
Não ter piedade de quem faz profecias sobre idolatria
Não seguir os costumes dos que praticam idolatrias
Não fazer previsões do futuro alegando forças espirituais
Não seguir astrologia nem magia
Não seguir superstição
Não seguir bruxaria ou praticar feitiçaria
Não praticar encantamento tipo: pronunciar palavras para uma picada de cobra não doer ou não provocar a morte (curandeirismo)
Não consultar feiticeiro que prevê o futuro consultando espíritos de mortos através da axila
Não consultar feiticeiro que prevê o futuro através da boca
Não provocar aparecimento de espíritos de mortos
Não deve uma mulher vestir-se com roupas ou adornos de homem
Não deve um homem vestir-se com roupas ou adornos de mulher
Não fazer tatuagem no corpo
Não vestir roupa com linho e lá trançados
Não cortar o cabelo com navalha de modo a deixar somente uma faixa central
Não cortar a barba com navalha
Não fazer cortes no próprio corpo por causa de um morto
Não fixar moradia no Egito
Não abrir a mente para ideias estranhas a Torá
Não fazer pactos de aliança com os sete povos que moravam na terra de Israel
Não poupar a vida de pessoas oriundas dos sete povos que moravam na terra de Israel
Não ter piedade ou louvar quem pratica idolatrias
Não deixar morar em Israel quem pratica idolatrias
Não deve um judeu casar-se com gentio
Não deve uma judia casar-se com homem dos povos de Amon e Moav, mesmo que convertidos
Não se afastar de um descendente de Essav (exceto Amalec), após sua conversão
Não se afastar de um descendente do Egito, após sua conversão
Não propor paz para Amon ou Moav antes de guerrear com eles
Não exterminar as árvores frutíferas na hora do cerco a uma cidade
Não temer enfrentar os gentios numa guerra
Não esquecer o que Amalec fez com nosso povo
Não amaldiçoar o nome de YHWH
Não transgredir um juramento feito em nome de YHWH
Não fazer juramentos de coisas impossíveis ou proibidas em nome de YHWH
Não profanar o nome de YHWH em público
Não testar as promessas e advertências de YHWH
Não destruir objetos dedicados a YHWH
Não deixar o enforcado na forca durante toda a noite
Não deixar sem segurança o Templo Sagrado
Não deve o sumo sacerdote entrar no Santo dos Santos fora do Yom Kipur no horário especifico e não deve o cohen simples entrar nos lugares sagrados a não ser para executar um serviço
Não deve um cohen com defeito físico entrar no santuário do Templo Sagrado
Não deve um cohen com defeito físico trabalhar no serviço sagrado
Não deve um cohen com defeito físico passageiro trabalhar no serviço sagrado até se curar
Não deve o levi realizar serviços do cohen e vice-versa
Não entrar no Templo Sagrado, nem pronunciar uma sentença sobre a Torá, enquanto bêbado
Não deve um não cohen realizar o serviço sagrado no Templo Sagrado
Não deve um cohen trabalhar no Templo Sagrado enquanto estiver em estado de impureza
Não deve um cohen que saiu do estado de impureza através do banho ritual trabalhar no Templo Sagrado até o pôr-do-sol
Não deve qualquer pessoa em estado de impureza entrar no Templo Sagrado
Não deve qualquer pessoa em estado de impureza entrar em um acampamento da tribo de levi
Não construir um altar com pedras talhadas com metal
Não subir em um altar com degraus
Não apagar o fogo do altar do Templo Sagrado
Não oferecer sacrifício de animal no altar de ouro do Templo Sagrado
Não fabricar um óleo idêntico ao azeite da unção
Não ungir, com o azeite da unção, pessoas a não ser o sumo sacerdote e o rei
Não fabricar incenso idêntico ao usado no Templo Sagrado
Não retirar as hastes das argolas da arca sagrada
Não separar o choshen do efod (vestimentas do sumo sacerdote)
Não rasgar o me'il (vestimenta do sumo sacerdote)
Não oferecer sacrifícios fora do Templo Sagrado
Não matar animais consagrados para sacrifício fora do Templo Sagrado
Não consagrar, para sacrifício, animal com defeito físico
Não matar, para sacrifício, animal com defeito físico
Não aspergir sangue de animal com defeito físico no altar de sacrifícios do Templo Sagrado
Não queimar órgãos de animal com defeito físico no altar de sacrifícios do Templo Sagrado
Não oferecer como sacrifício um animal que tenha defeito físico passageiro, até se curar
Não oferecer como sacrifício um animal com defeito físico dedicado por um gentio
Não provocar defeito físico em animal consagrado para sacrifício
Não oferecer mel ou levedura no altar de sacrifícios do Templo Sagrado
Não oferecer sacrifício de um animal sem sal
Não oferecer sacrifício de animal originado de uma troca por cachorro ou que serviu de pagamento para prostitutas
Não oferecer sacrifício de um animal no mesmo dia que a sua cria
Não colocar azeite na oblação (sacrifício) de um pecador
Não colocar incenso na oblação (sacrifício) de um pecador
Não misturar azeite na oblação (sacrifício) de uma mulher suspeita de adultério
Não colocar incenso na oblação (sacrifício) de uma mulher suspeita de adultério
Não trocar um animal consagrado para sacrifício por um outro
Não trocar um tipo de sacrifício por outro, desde que já consagrado
Não resgatar o primogênito de um animal puro e sem defeito
Não vender o dizimo de animal proveniente do gado
Não vender um pertence já consagrado
Não resgatar terreno consagrado
Não separar a cabeça do corpo de uma pomba ou rolinha consagradas, ao abate-las para sacrifício
Não efetuar qualquer tipo de trabalho com animal consagrado
Não tosquiar animal consagrado
Não oferecer o sacrifício do cordeiro pascal quando se tem chamets em casa
Não deixar amanhecer sem queimar as entranhas do sacrifício do cordeiro pascal
Não deixar a carne do sacrifício do cordeiro pascal sobrar até o dia seguinte
Não deixar sobrar carne do sacrifício chaguigá até o terceiro dia após o seu abate
Não deixar sobrar até o dia seguinte a carne do sacrifício do cordeiro pascal do Pêssach do segundo mês
Não deixar sobrar até o dia seguinte a carne do sacrifício de todá (agradecimento)
Não quebrar nenhum osso do sacrifício do cordeiro pascal
Não quebrar nenhum osso do sacrifício do cordeiro pascal do Pêssach do segundo mês
Não levar a carne do sacrifício do cordeiro pascal para fora da casa onde se reuniram para come-lo
Não cozer com fermento o resto da oblação (sacrifício) de minchá (reservado para o cohen)
Não cozer o sacrifício do cordeiro pascal, nem consumi-lo cru
Não dar de comer do sacrifício do cordeiro pascal a um gentio que observa as sete leis de Nôach
Não dar de comer do sacrifício do cordeiro pascal a quem não fez circuncisão
Não dar de comer do sacrifício do cordeiro pascal a um judeu que pratica idolatria
Não deixar uma pessoa em estado de impureza comer alimento consagrado para sacrifício
Não comer carne de sacrifício consagrado que esteja em estado de impureza
Não comer carne de sacrifícios após o período máximo de consumo estipulado em cada caso
Não comer carne de sacrifício em que o cohen desviou seus pensamentos do objetivo
Não deve um não cohen comer a oferenda de terumá e das primícias
Não deve um escravo de cohen comer a oferenda de terumá e das primícias
Não deve um cohen que não fez circuncisão comer a oferenda de terumá e demais sacrifícios
Não deve um cohen em estado de impureza comer a oferenda de terumá e das primícias
Não deve uma mulher proibida de se casar com um cohen comer dos sacrifícios
Não deve um cohen comer das oblações (sacrifícios) que devem ser totalmente queimadas
Não deve um cohen comer a carne do sacrifício de pecado cujo sangue for trazido ao Templo Sagrado
Não comer carne do sacrifício de um animal portador de defeito físico
Não comer nenhum dos 5 tipos de cereais do segundo dizimo fora de Jerusalém
Não comer a vinha do segundo dizimo fora de Jerusalém
Não comer (consumir) o azeite do segundo dizimo fora de Jerusalém
Não deve um cohen comer carne de um animal primogênito fora de Jerusalém
Não comer fora do pátio central (azará) do Templo Sagrado, a carne dos sacrifícios mais sagrados (chatat e asham)
Não comer a carne do sacrifício de olá
Não comer a carne dos sacrifícios mais simples (todá, shelamim, etc.) antes de aspergir o sangue
Não deve o cohen comer das primícias fora do Templo Sagrado
Não deve um não cohen comer dos sacrifícios mais sagrados
Não comer o segundo dizimo que estiver em estado de impureza
Não comer o segundo dizimo durante o primeiro dia de luto
Não trocar o segundo dizimo por algo diferente de comida ou bebida
Não comer da colheita antes de separar a oferenda de terumá
Não separar as oferendas fora da seguinte ordem: terumá guedolá para o cohen, maasser rishon para o levi e maasser sheni para os ofertantes consumirem em Jerusalém
Não atrasar a oferta de sacrifícios prometidos por mais de 3 festas de peregrinação: Pêssach, Shavuot e Sucot
Não comparecer as 3 festas de peregrinação: Pêssach, Shavuot e Sucot sem oferendas e sacrifícios
Não deixar de cumprir promessas condicionais (se acontecer... então prometo...)
Não deve um cohen se casar com uma prostituta
Não deve um cohen se casar com uma mulher profana
Não deve um cohen se casar com uma mulher desquitada ou divorciada
Não deve um sumo sacerdote se casar com uma viúva
Não deve um sumo sacerdote ter relação sexual com uma viúva, até mesmo sem o propósito de se casar com ela
Não deve um cohen entrar no Templo Sagrado com cabelos desarrumados (descabelado)
Não deve um cohen entrar no Templo Sagrado com algum rasgo nas roupas
Não deve um cohen sair do Templo Sagrado na hora do serviço
Não deve um cohen simples se colocar em estado de impureza decorrente de contatos com um morto, a menos que seja seu parente
Não deve o sumo sacerdote ficar sob o mesmo teto de um morto, mesmo que seja seu parente
Não deve o sumo sacerdote se colocar em estado de impureza decorrente de contatos com morto, mesmo que seja seu parente
Não deve a tribo de levi possuir terras em Israel
Não deve o levi se apoderar de despojos obtidos em guerras de conquistas por Israel
Não arrancar cabelos pelos mortos
Não comer animal domestico ou selvagem impuro (não casher)
Não comer peixes impuros (não casher)
Não comer aves impuras (não casher)
Não comer insetos alados (moscas, abelhas, etc.)
Não comer insetos e vermes rastejantes
Não comer insetos e vermes provenientes de matéria pútrida
Não comer animal que nasce em semente ou fruta
Não comer qualquer tipo de animal rastejante
Não comer um animal morto naturalmente
Não comer um animal dilacerado
Não comer um órgão de animal vivo
Não comer o tendão encolhido
Não comer sangue de animal que não seja peixe
Não comer sebo de qualquer animal
Não cozinhar carne com leite
Não comer carne com leite
Não comer carne de boi que foi apedrejado por matar alguém
Não comer, antes de Pêssach, um pão feito de farinha de trigo da nova safra, antes de trazer a oferenda do ômer
Não comer farinha assada antes do dia 16 de Nissan
Não comer espiga nova antes do dia 16 de Nissan
Não comer frutos de uma árvore de menos de 3 anos de idade
Não comer enxerto de vegetais com cereais (exemplo: Vinhedo com trigo)
Não beber vinho consagrado para idolatria
Não deve um jovem comer carne nem beber vinho em excesso
Não comer no dia de Yom Kipur
Não comer leveduras na festa de Pêssach
Não comer algo em que foi misturado levedura, na festa de Pêssach
Não comer levedura no dia 14 de Nissan a partir do meio-dia
Não avistar a levedura dentro de casa na festa de Pêssach
Não possuir levedura na festa de Pêssach
Não deve um nazir (aquele que se consagrou a YHWH) tomar vinho ou seus derivados
Não deve um nazir comer uva
Não deve um nazir comer uvas passas
Não deve um nazir comer caroço ou bagaço de uvas
Não deve um nazir comer casca de uva
Não deve um nazir se colocar em estado de impureza através de contato com um morto
Não deve um nazir se colocar em estado de impureza entrando numa tenda em que ha um morto
Não deve um nazir cortar seu cabelo
Não colher toda a plantação de um terreno: deve-se deixar um canto para os necessitados
Não pegar as espigas que caírem juntas no chão durante a colheita, se forem em numero menor do que 3, deixando-as para os necessitados
Não colher um cacho de uvas deformado, deixando-o para os necessitados
Não recolher um cacho de uva que cai isoladamente, deixando-o para os necessitados
Não recolher um feixe de trigo esquecido no campo durante a colheita, deixando-o para os necessitados
Não plantar juntas duas espécies de vegetais diferentes
Não plantar espigas de trigo em um vinhedo
Não cruzar animal de uma espécie com um de outra espécie
Não efetuar trabalho com animal de uma espécie junto com um de outra espécie
Não impedir o animal de comer durante o seu trabalho
Não semear a terra durante o ano sabático
Não podar, embelezar, cultivar as árvores durante o ano sabático
Não colher frutos da terra que crescerem espontaneamente no ano sabático
Não colher as frutas que crescerem no ano sabático
Não trabalhar a terra no ano do jubileu
Não ceifar plantas que crescerem no ano do jubileu
Não colher frutas que nascerem no ano do jubileu
Não vender terrenos da terra de Israel para sempre: voltam para o dono original no ano do jubileu
Não vender terrenos dos territórios da tribo de levi que cercam as cidades
Não ignorar a presença do levi para doar presentes
Não cobrar dividas no ano sabático
Não se recusar a emprestar dinheiro por causa do ano sabático
Não se recusar a fazer caridade e recursos para os necessitados quando se sabe de sua situação econômica
Não libertar um escravo judeu de mãos vazias
Não cobrar do devedor sabendo que não tem condição de pagar no momento
Não emprestar dinheiro a juros
Não tomar dinheiro emprestado com juros
Não intermediar empréstimos a juros
Não atrasar o pagamento do empregado diarista
Não tomar penhores de um devedor forçadamente (somente com ordem judicial)
Não ficar com penhores que são de uso imprescindível para o dono no período (travesseiro de noite, arado de dia, etc.)
Não tomar penhores de viúvas, independente da classe social
Não tomar como penhores objetos de uso em alimentação (panelas, etc.)
Não seqüestrar pessoas
Não roubar
Não assaltar
Não alterar os limites de um terreno alheio de modo prejudicial
Não deixar de pagar dívidas
Não negar dívidas e penhores contraídos
Não jurar em falso a existência de uma dívida
Não enganar nos negócios de compra e venda
Não envergonhar o próximo com palavras, não humilhar, não fazer referências desairosas
Não enganar com palavras um convertido
Não enganar nos negócios um convertido
Não devolver ao dono um escravo judeu que fugiu para Israel
Não enganar um escravo judeu que fugiu para Israel
Não oprimir órfãos e viúvas
Não submeter um escravo judeu a serviços humilhantes
Não vender escravo judeu de maneira humilhante
Não submeter escravo judeu a trabalhos desnecessários
Não permitir que um gentio utilize um escravo judeu para trabalhos pesados (maltratar o escravo)
Não vender ou doar escrava judia
Não diminuir os benefícios de uma escrava judia após casar-se com ela
Não vender mulher formosa não judia conquistada na guerra, após seduzi-la
Não tornar escrava mulher formosa não judia conquistada na guerra, após seduzi-la
Não planejar maneiras de subtrair propriedades do próximo (não cobiçar)
Não desejar propriedades do próximo
Não deve o trabalhador que trabalha na terra, não colhendo, comer da plantação
Não deve um trabalhador que trabalha na terra, colhendo, comer em demasia, ou guardar para mais tarde, das plantações
Não se omitir de devolver objetos perdidos
Não se omitir de ajudar alguém que esteja demasiadamente carregado
Não enganar nos pesos de mercadorias nem em áreas de terrenos (trapacear)
Não possuir pesos adulterados para medição, mesmo sem usar
Não deve um juiz ser corrupto em julgamentos (cometer injustiças)
Não deve um juiz aceitar suborno, mesmo para julgar corretamente
Não deve um juiz simpatizar mais com um dos lados, apesar da importância do mesmo
Não deve um juiz ter medo de pronunciar sentença contra réu de má índole
Não deve um juiz ter piedade do réu pobre
Não deve um juiz pré-julgar uma pessoa de ma índole
Não deve um juiz diminuir o valor da indemnização devida por um pobre decorrente de ter cegado ou aleijado alguém
Não deve um juiz distorcer a sentença de um órfão ou convertido
Não deve um juiz ouvir somente um lado, sem a presença do outro
Não deve um tribunal condenar a morte alguém com menos de dois votos de diferença
Não deve um juiz se deixar influenciar pela opinião de um outro juiz
Não deve o supremo tribunal rabínico ou líder da diáspora nomear um juiz que tenha poucos conhecimentos da Torá
Não testemunhar em falso
Não deve um tribunal basear-se em testemunho de um perverso
Não deve um tribunal aceitar testemunho de parentes do envolvido no processo
Não se basear no testemunho de somente um indivíduo para punir alguém
Não matar um ser humano
Não deve um tribunal basear-se somente em pressupostos, sem testemunhas, para castigar na hora o suspeito
Não deve uma testemunha sobre homicídio emitir pareceres alheios ao fato julgado, se não for perguntada
Não matar uma pessoa acusada de assassinato sem prévio julgamento pelo tribunal
Não poupar a vida de um perseguidor que quer matar alguém, matando-o, se necessário
Não punir quem cometeu uma falha sob coação
Não trocar pena de morte por dinheiro
Não trocar por dinheiro a obrigação de quem matou sem querer, de se refugiar nas cidades especiais
Não se omitir de salvar o próximo quando este estiver em perigo de vida
Não colocar obstáculos que possam causar a morte de alguém
Não enganar o próximo com ideias falsas
Não dar mais chibatadas do que a pessoa aguenta (mínimo 3, máximo 39)
Não difamar o próximo, não fazer fofocas
Não odiar o próximo
Não envergonhar o próximo
Não ser vingativo com o próximo
Não dizer: sou melhor que você, pois estou lhe fazendo algo que você não quis me fazer (guardar rancor)
Não levar a mãe de passarinhos junto com os eles do ninho. Deve-se afugenta-la antes
Não cortar o cabelo em volta da área com lepra
Não adulterar os sinais da lepra
Não plantar ou trabalhar na terra próxima de onde foi abatido o bezerro através do ritual de eglá arufá
Não deixar viver uma feiticeira
Não convocar um homem, no primeiro ano após se casar, para o exercito ou outro serviço público que o afaste da esposa
Não contestar nossos Sábios
Não acrescentar algo a Torá escrita e oral
Não diminuir algo da Torá escrita e oral
Não amaldiçoar um juiz
Não amaldiçoar um grande líder
Não amaldiçoar qualquer judeu
Não amaldiçoar os pais
Não bater nos pais
Não trabalhar no Shabat
Não viajar (mesmo a pé) no Shabat alem dos limites da cidade
Não deve um tribunal punir alguém durante o Shabat
Não trabalhar no primeiro dia de Pêssach
Não trabalhar no sétimo dia de Pêssach
Não trabalhar em Shavuot
Não trabalhar em Rosh Hashaná
Não trabalhar no primeiro dia de Sucot
Não trabalhar em Shemini Atsêret
Não trabalhar em Yom Kipur
Não ter relação sexual com a mãe
Não ter relação sexual com a esposa do pai
Não ter relação sexual com a irmã
Não ter relação sexual com a filha da esposa do pai
Não ter relação sexual com a filha do filho
Não ter relação sexual com a filha da filha
Não ter relação sexual com a filha
Não ter relação sexual com uma mulher e sua filha
Não ter relação sexual com uma mulher e a filha do filho dela
Não ter relação sexual com uma mulher e a filha da filha dela
Não ter relação sexual com a irmã do pai
Não ter relação sexual com a irmã da mãe
Não ter relação sexual com a esposa do irmão do pai
Não ter relação sexual com a esposa do filho
Não ter relação sexual com a esposa do irmão
Não ter relação sexual com a irmã da esposa enquanto a esposa viver
Não ter relação sexual com a mulher no período de sua menstruação
Não ter relação sexual com a mulher do próximo
Não deve o homem ter relação sexual com animal
Não deve a mulher ter relação sexual com animal
Não deve o homem ter relação sexual com outro homem
Não ter relação sexual com o pai
Não ter relação sexual com o irmão do pai
Não ter prazer corporal não sexual (intimidades) com mulheres proibidas para si exemplo: irmã, tia, nora, etc.
Não se casar com um bastardo
Não deve uma mulher ter relação sexual fora do casamento
Não deve um homem se casar novamente com uma mulher da qual se divorciou caso ela tenha se casado posteriormente
Não se casar com uma mulher viúva pendente de resolução de levirato
Não deve um homem separar-se de uma mulher virgem por ele estuprada, sem o consentimento dela
Não deve um homem separar-se de uma mulher se ele a difamou dizendo que ela não era virgem, quando de fato ela era
Não deve um eunuco ou homem com problemas nos testículos causado por acidente (incapaz de procriar) se casar
Não se deve castrar homem ou animal
Não proclamar um rei não judeu, mesmo se ele for convertido
Não deve um rei ter muitos cavalos
Não deve um rei ter muitas esposas
Não deve um rei possuir muito dinheiro


613 mandamentos por Maimônides:
qui, 22/11/2007 - 04:19 | by brokamania
Lista de Maimônides Segue os 613 mitzvot (תרי"ג מצוות) que foram enumerados por Maimônides: Os Mandamentos positivos
1. Saber que existe um Deus (Ex. 20:2)
2. Não distrair a mente com outros deuses além Dele (Ex. 20:3)
3. Saber que Ele é um (Deut. 6:4)
4. Amar a Ele (Deut. 6:5)
5. Temer a Ele (Deut. 10:20)
6. Santificar Seu nome (Lev. 22:32)
7. Não profanar Seu nome (Lev. 22:32)
8. Não destruir objetos associados ao Seu nome (Deut. 12:4)
9. Ouvir ao profeta fala em Seu nome (Deut. 18:15)
10. Não desmerecer o profeta (Deut. 6:16)
11. Imitar Seu jeito (Deut. 28:9)
12. Ser fiel a aqueles que conhecem Ele (Deut. 10:20)
13. Amar outros judeus (Lev. 19:18)
14. Amar convertidos (Deut. 10:19)
15. Não odiar um judeu (Lev. 19:17)
16. Reprovar um pecador (Lev. 19:17)
17. Não embaraçar outros (Lev. 19:17)
18. Não oprimir os fracos (Ex. 22:21)
19. Não falar depreciativamente dos outros (Lev. 19:16)
20. Não vingar-se (Lev. 19:18)
21. Não guardar rancor (Lev. 19:18)
22. Aprender a Torá (Deut. 6:7)
23. Honrar aqueles que ensinam e conhecem a Torá (Lev. 19:32)
24. Não praticar idolatria (Lev. 19:4)
25. Não seguir os caprichos do coração ou o que os seus olhos vêem. (Núm. 15:39)
26. Não blasfemar. (Ex. 22:27)
27. Não venerar ídolos da maneira que eles são venerados. (Ex. 20:5)
28. Não venerar ídolos nas quatro maneiras que nós veneramos a Deus. (Ex. 20:5)
29. Não fazer um ídolo para si mesmo. (Ex. 20:4)
30. Não fazer um ídolo para outros. (Lev. 19:4)
31. Não fazer formas humanas nem com propósitos decorativos. (Ex. 20:20)
32. Não tornar uma cidade idólatra. (Ex. 23:13)
33. Incendiar uma cidade que passou a praticar idolatria. (Deut. 13:17)
34. Não reconstruí-la como cidade. (Deut. 13:17)
35. Não tirar proveito dela. (Deut. 13:18)
36. Não ser missionário para outros venerem ídolos. (Deut. 13:12)
37. Não amar o missionário. (Deut. 13:9)
38. Não deixar de odiar o missionário. (Deut. 13:9)
39. Não salvar o missionário. (Deut. 13:9)
40. Não dizer nada em sua defesa. (Deut. 13:9)
41. Não evitar que ele seja incriminado. (Deut. 13:9)
42. Não profetizar em nome da idolatria. (Deut. 13:14)
43. Não ouvir um falso profeta. (Deut. 13:4)
44. Não profetizar em falso em nome de Deus. (Deut. 18:20)
45. Não ter medo de matar o falso profeta. (Deut. 18:22)
46. Não jurar em nome de um ídolo. (Ex. 23:13)
47. Não praticar ov (mediunismo). (Lev. 19:31)
48. Não praticar yidoni (vidência) (Lev. 19:31)
49. O culto do Dia do Arrependimento
50. A oferta adicional da Festa de Tabernáculos
51. A oferta adicional de Shemini Atzereth
52. As três peregrinações anuais
53. Vir à presença do Senhor durante a Festa
54. Alegrar-se nas Festas
55. Sacrificar a oferta de Páscoa
56. Comer a oferta de Páscoa
57. Sacrificar a segunda oferta de Páscoa
58. Comer a segunda oferta de Páscoa
59. Tocar as trombetas no Santuário
60. Oferta de gado de um ano
61. Oferta dos sacrifícios sem mancha
62. O sal colocado com as ofertas
63. As ofertas queimadas
64. As ofertas pelo pecado
65. As ofertas pela culpa
66. As ofertas pacíficas
67. As ofertas de manjares
68. Ofertas pelo erro de um príncipe
69. As ofertas fixas pelo pecado
70. As ofertas pela incerteza da culpa
71. As ofertas incondicionais pela culpa
72. As ofertas de maior e menor valor
73. Fazer confissões 
74. Ofertas trazidas por um ZAR
75. Ofertas trazidas por um ZARAH 
76. Oferta pelo nascimento de uma criança 
77. Oferta trazida por um leproso 
78. O dízimo do gado 
79. Santificar os primogênitos 
80. Redimir os primogênitos
81. Redimir a primeira cria do jumento
82. Quebrar o pescoço da primeira cria do jumento
83. Trazer a oferta devida nas Festas
84. Todas as ofertas devem ser trazidas no Santuário
85. Todas as ofertas devem ser trazidas de fora de Israel para o Santuário
86. Ofertas pela remissão do pecado
87. Santidade da oferta substitutiva
88. O sacerdote comerá do que restar das ofertas
89. O sacerdote comerá das ofertas consagradas
90. As ofertas consagradas que se tornarem impuras para serem queimadas
91. O restante das ofertas consagradas devem ser queimadas
92. Os nazireus devem deixar os cabelos crescerem
93. As obrigações dos nazireus de cumprirem seus votos
94. Todos os compromissos devem ser cumpridos
95. Revitalização dos votos
96. Contaminando-se através do contato com carcaças de animais mortos
97. Contaminando-se através do contato com animais rastejantes
98. Contaminando-se através da comida e da bebida
99. A menstruação
100.Após o nascimento
101.A lepra
102.Vestes contaminadas pelo leproso
103.A casa de um leproso
104.O ZAR
105.Sêmen
106.O ZARAH
107.A imundície de um cadáver
108.A lei da aspersão da água
109.Imersão num banho ritual
110.Purificação de um leproso
111.Um leproso deve raspar sua cabeça
112.Um leproso deve fazer-se distinguir
113.As cinzas de um bezerro vermelho
114.Avaliação de uma pessoa
115.Avaliação de animais
116.Avaliação de casas
117.Avaliação de campos
118.Restituição por sacrilégio
119.Os frutos plantados no quarto ano
120.PEAH para o pobre
121.Colhendo para os pobres
122.Os molhos esquecidos para os pobres
123.Os cachos de uvas com defeito para os pobres
124.Colheita das uvas para os pobres
125.As primícias devem ser trazidas ao Santuário
126.A grande oferta trazida
127.O primeiro dízimo
128.O segundo dízimo 
129.O dízimo levítico pelos sacerdotes 
130.O dízimo do homem pobre 
131.A declaração do dízimo 
132.Recitar quando trouxer as primícias 
133.A oferta da massa 
134.Renunciando como dono a produção do ano Sabático 
135.O descanso da terra no Ano Sabático
136.Santificar o Ano do Jubileu 
137.Tocar o shofar no décimo dia de Tishri no ano do Jubileu 
138.Devolução da terra no Ano do Jubileu 
139.Redenção de uma propriedade numa cidade murada 
140.Contagem dos anos para o Jubileu 
141.Cancelar reivindicações no Ano Sabático 
142.Os débitos dos idólatras 
143.O que é devido aos sacerdotes no sacrifício de todo animal limpo 
144.As primícias da colheita devem ser dadas ao sacerdote 
145.Coisas consagradas 
146.Shechitah 
147.O sangue da cobertura de pássaros e animais mortos 
148.Liberar uma barragem quando está se aninhando (?) 
149.Procurando por lembranças prescritas no gado e animais 
150.Procurando por lembranças prescritas nos pássaros 
151.Procurando por lembranças prescritas nos gafanhotos 
152.Procurando por lembranças prescritas nos peixes 
153.Determinar a lua nova 
154.Descanso no Sábado 
155.Proclamar a santidade do Sábado
156.Remoção das folhas 
157.Recontando a partida do Egito 
158.O pão sem fermento deve ser comido na véspera do 50º dia de Nissam 
159.Descanso no primeiro dia de Pessach 
160.Descanso no sétimo dia de Pessach 
161.Contagem do Ômer 
162.Descanso em Shavuot 
163.Descanso em Rosh Hashanah 
164.Jejuar em Yom Kippur 
165.Descansar em Yom Kippur 
166.Descansar no primeiro dia de Sukkot 
167.Descansar em Shemini Atzereth
168.Habitar numa cabana em Sukkot 
169.Pegar o lulav em Sukkot 
170.Escutar o shofar em Rosh Hashanah 
171.Dar meio shekel anualmente 
172.Dar atenção aos profetas 
173.Nomear um rei 
174.Obedecer ao Supremo Tribunal 
175.Concordar com a decisão da maioria 
176.Nomear juizes e oficiais do governo 
177.Tratar litigantes igualmente diante da lei 
178. Testemunhar em juízo 
179.Perguntar sobre o relato das testemunhas 
180.Condenar testemunhas por falso testemunho 
181.Eglah arufah 
182.Estabelecer cidades de refúgio 
183.Estabelecer cidades para os levitas 
184.Remover coisas perigosas de nossos lares 
185.Destruir todo idólatra 
186.A lei da cidade apóstata 
187.A lei da sete nações 
188.A extinção de Amaleque
189.Relembrar os escritos malignos de Amaleque
190.A lei da não-obrigação de ir à guerra 
191.Nomear um sacerdote para a guerra 
192.Preparar um local fora do campo 
193.Incluir um remo entre os implementos de guerra
194.O ladrão deve restituir o que foi roubado 
195.Caridade 
196.Dar ofertas generosas ao trabalhador hebreu em sua libertação 
197.Emprestar dinheiro aos pobres 
198.Interesse 
199.Restituir o prometido ao dono necessitado 
200.Pagar os salários em dia
201.Ao empregado deve ser permitido comer do produto entre aqueles que trabalham 
202.Levantar um animal caído 
203.Ajudar o dono a levantar o seu fardo 
204.Devolver o que foi perdido ao dono 
205.Repreender o pecador 
206.Amar ao próximo 
207.Amar ao estrangeiro 
208.As leis de pesos e medidas 
209.Honrar aos mestres e idosos 
210.Honrar aos pais 
211.Respeitar aos pais 
212."Ser frutífero e multiplicar-se" 
213.A lei do casamento 
214.A devoção do noivo à sua esposa por um ano 
215.A lei da circuncisão 
216.A lei do casamento levirato 
217.Chalizah 
218.O violador deve casar-se com a moça que ele violou 
219.A lei da difamação da noiva 
220.A lei da sedução 
221.A lei da mulher cativa 
222.A lei do divórcio 
223.A lei da suspeita de adultério 
224.Açoitar os transgressores de certos mandamentos 
225.A lei do homicida involuntário 
226.Os transgressores de certos mandamentos devem ser decapitados
227.Os transgressores de certos mandamentos devem ser enforcados 
228.Os transgressores de certos mandamentos devem ser queimados 
229.Os transgressores de certos mandamentos devem ser apedrejados 
230.Os corpos de certos transgressores devem ser pendurados depois da execução 
231.A lei do enterro 
232.A lei da obrigação do levirato hebreu 
233.Um hebreu deve redimir sua família casando-se com a mulher de seu irmão 
234.Redenção pelo levirato 
235.A lei da obrigação cananita 
236.As penalidades para injúria por ferimentos 
237.A lei por ferimentos causados por um boi 
238.A lei por ferimentos causados por um buraco 
239.A lei do roubo 
240.A lei do dano causado por um animal 
241.A lei do dano causado pelo fogo 
242.A lei da dívida não paga 
243.A lei da dívida paga 
244.A lei do empréstimo 
245.A lei da compra e venda 
246.Salvar a vida dos perseguidos 
247.A lei dos litigantes 
248.A lei da herança Os Mandamentos negativos 


1. Crer ou atribuir algo à deidades e não à Ele 
2. Fazer imagens com propósito de adoração 
3. Fazer ídolos para outros adorarem 
4. Fazer figuras humanas 
5. Curvar-se à um ídolo 
6. Adorar ídolos
7. Oferecer nossos descendentes à Moloque
8. Praticar a feitiçaria do OB 
9. Praticar a feitiçaria do YIDDEONI 
10. Estudar práticas idólatras 
11. Erigir uma coluna a qual o povo se reunirá para honrar 
12. Fazer figuras de pedra para prostrar-nos à elas 
13. Plantar árvores dentro do Santuário 
14. Jurar por um ídolo 
15. Convocar o povo para a idolatria 
16. Procurar persuadir um israelita à adorar ídolos 
17. Amar uma pessoa que procura induzir ao erro da idolatria 
18. Relaxar a aversão ao enganador 
19. Salvar a vida do enganador 
20. Defender contra o enganador 
21. Reprimir evidências que são desfavoráveis ao enganador 
22. Beneficiar-se dos ornamentos que adornam um ídolo 
23. Reconstruir uma cidade apóstata 
24. Tirar benefícios de uma propriedade de uma cidade apóstata
25. Aumentar nossa saúde com algo ligado à idolatria 
26. Profetizar em nome de um ídolo 
27. Profetizar falsamente 
28. Ouvir profecia de quem profetiza em nome de um ídolo 
29. Ter piedade de um falso profeta 
30. Adotar hábitos e costumes dos incrédulos 
31. Praticar adivinhação 
32. Guiar nossa conduta pelas estrelas 
33. Praticar a arte da adivinhação 
34. Praticar a bruxaria 
35. Praticar a arte dos encantamentos 
36. Consultar o necromante que usa o OB 
37. Consultar uma bruxa que usa a YIDOA 
38. Buscar informações dos mortos 
39. Mulher usando roupas e adornos de homens 
40. Homem usar roupas e adornos femininos 
41. Fazer qualquer marca sobre seu corpo 
42. Usar vestes de lã e linho 
43. Cortar as têmporas de nossas cabeças 
44. Cortar a barba 
45. Fazer ferimentos na própria carne 
46. Fixar-se na terra do Egito 
47. Aceitar opiniões contrárias daqueles que ensinam a Torah 
48. Fazer aliança com as sete nações de Canaã 
49. Falhar em observar a lei concernente às sete nações 
50. Mostrar misericórdia aos idólatras 
51. Suportar os idólatras habitando em nossa terra 
52. Casar-se com os heréticos 
53. Casar-se com mulheres moabitas e amonitas 
54. Excluir os descendentes de Esaú 
55. Excluir os descendentes dos egípcios 
56. Oferecer paz à Amon e Moabe 
57. Destruir árvores frutíferas durante a colheita 
58. Temer os hereges em tempo de guerra 
59. Esquecer o que Amaleque fez contra nós 
60. Blasfemar o Grande Nome 
61. Violar O SHEBUAT BITTUI 
62. Jurar pelo SHEBUAT SHAV 
63. Profanar o nome de Deus 
64. Por à prova suas promessas e admoestações 
65. Destruir lugares de adoração 
66. Deixar o corpo de um criminoso pendurado após a execução 
67. Interromper o zelo pelo santuário 
68. O Sumo Sacerdote entrar no santuário a qualquer hora, mas não no tempo certo 
69. Um sacerdote com defeito entrar em qualquer parte do Santuário
70. Um sacerdote com defeito ministrar no santuário
71. Um sacerdote com defeito temporário ministrar no santuário
72. Os levitas e sacerdotes executando os serviços distribuídos uns dos outros
73. Entrar no santuário ou decidir sobre qualquer lei da Torah enquanto contaminado
74. Um ZAR ministrando no Santuário
75. Um sacerdote impuro ministrando no Santuário
76. Um sacerdote que é TEVUL YOM ministrando no santuário
77. Um imundo entrar em qualquer parte do santuário
78. Um imundo entrar no campo dos levitas
79. Construir um altar de pedras lavradas
80. Subir ao altar com os pés
81. Extinguir o fogo do altar
82. Oferecer qualquer sacrifício sobre o altar de Ouro
83. Fazer óleo como o óleo da unção
84. Ungir outro a não ser o Sumo Sacerdote com o óleo da unção preparado por Moisés
85. Fazer incenso como aquele usado no Santuário
86. Remover as varas dos anéis da Arca
87. Remover o peitoral do Éfode
88. Rasgar as beiradas da túnica do Sumo sacerdote
89. Oferecer qualquer sacrifício fora do Santuário
90. Matar qualquer das santas ofertas fora do santuário
91. Dedicar animais imundos para serem oferecidos sobre o altar
92. Matar animais defeituosos para o sacrifício
93. Espalhar o sangue de animais com defeito sobre o altar
94. Queimar as porções sacrificiais de um animal com defeito sobre o altar
95. Sacrificar um animal com defeito temporário 
96. Oferecer animal defeituoso de um gentio 
97. Tornar uma oferta imunda 
98. Oferecer fermento ou mel sobre o altar 
99. Oferecer um sacrifício sem sal 
100.Oferecer sobre o altar o salário de uma prostituta ou o preço de um cão 
101.Sacrificar a mãe e seu filho no mesmo dia 
102.Colocar azeite na oferta de um pecador 
103.Trazer incenso com a oferta de um pecador 
104.Misturar óleo de oliva com a oferta de uma pessoa suspeita de adultério 
105.Colocar incenso na oferta de uma pessoa suspeita de adultério 
106.Trocar um animal imundo que foi consagrado como uma oferta 
107.Trocar a oferta santa por outra 
108.Redimir o primogênito de um animal limpo 
109.Vender o dízimo do gado 
110.Vender uma propriedade consagrada 
111.Redimir uma oferta consagrada sem uma declaração de propósito 
112.Cortar a cabeça de um pássaro de uma oferta pelo pecado durante MELIKAH 
113.Fazer qualquer trabalho com um animal dedicado 
114.Tosar um animal dedicado 
115.Sacrificar a oferta e Páscoa tendo ainda pão fermentado em mãos 
116.Deixar as porções sacrificiais da Páscoa oferecidas na noite anterior
117.Deixar algumas das comidas consagradas da Páscoa sobrarem até ao amanhecer
118.Deixar algumas das comidas consagradas da Festa em quatorze de Nisam sobrar até o terceiro dia.
119.Deixar algumas das comidas consagradas da segunda Páscoa sobrarem até ao amanhecer
120.Deixar algumas das comidas das ofertas de Ações de Graças sobrarem até ao amanhecer 
121.Quebrar qualquer dos ossos da oferta de Páscoa
122.Quebrar qualquer dos ossos da segunda oferta de Páscoa
123.Tirar a oferta de Páscoa de onde ela está para comê-la
124.Confeitar a sobra da oferta de manjares com fermento
125.Comer a oferta de Páscoa cozida ou cru
126.Permitir um GER TOSHAB comer a oferta de Páscoa
127.Um incircunciso comer a oferta de Páscoa
128.Permitir a um israelita apóstata comer a oferta de Páscoa
129.Uma pessoa impura comer comida consagrada
130.Comer comida das ofertas consagradas que se tornaram impuras
131.Comer NOTHAR 
132.Comer PIGGUL
133.Um ZAR comer TERUMAH
134.Um inquilino ou servo do sacerdote comer TERUMAH 
135.Um sacerdote incircunciso comer TERUMAH
136.Um sacerdote impuro comer TERUMAH 
137.Um HCLALAH comer comida santa
138.Comer a oferta de manjares de um sacerdote
139.Comer comida de oferta pelo pecado cujo sangue tenha sido trazido dentro do santuário
140.Comer ofertas consagradas inválidas
141.Comer o segundo dízimo não remido do grão fora de Jerusalém
142.Consumir o segundo dízimo não remido do vinho fora de Jerusalém
143.Consumir o segundo dízimo não remido do óleo fora de Jerusalém
144.Comer uma primícia imaculada fora de Jerusalém
145.Comer a oferta pelo pecado e a oferta pela culpa fora do pátio do santuário
146.Comer comida da oferta queimada
147.Comer as santas ofertas menos importantes antes de espargir seu sangue sobre o altar
148.Um sacerdote comer primícias fora de Jerusalém
149.Um ZAR comer as ofertas mais santas
150.Comer algo não remido e impuro do segundo dízimo, ainda que em Jerusalém
151.Comer o segundo dízimo durante o luto
152.Gastar dinheiro do resgate do segundo dízimo, exceto com comida e bebida
153.Comer TEVEL
154.Alterar as ordens prescritas para a dízima da colheita
155.Atrasar no pagamento de votos
156.Vir à Festa sem um sacrifício
157.Infringir qualquer obrigação oral, mesmo comprometendo-se sem um voto
158.Um sacerdote casar-se com uma ZONAH
159.Um sacerdote casar-se com uma CHALALAH
160.Um sacerdote casar-se com uma mulher divorciada
161.Um sacerdote casar-se com uma mulher viúva
162.Um sacerdote Ter relações com uma viúva
163.Sacerdotes com os cabelos despenteados entrarem no Santuário
164.Sacerdotes usando roupas alugadas entrarem no Santuário
165.Sacerdotes ministrantes deixarem o Santuário
166.Um sacerdote comum manchar-se por qualquer pessoa morta, exceto aquelas prescritas nas Escrituras
167.Um sacerdote estar sob o mesmo teto com um corpo morto
168.O sumo sacerdote manchar-se por qualquer pessoa morta
169.Levitar adquirirem um pedaço de chão na terra de Israel
170.Levitas dividirem os despojos da conquista na terra de Israel
171.Arrancar os cabelos de um morto
172.Comer um animal impuro
173.Comer qualquer peixe impuro
174.Comer qualquer ave impura
175.Comer qualquer inseto saltitante alado
176.Comer qualquer coisa que enxameia a terra
177.Comer qualquer coisa rastejante que reproduz-se em material apodrecido
178.Comer criaturas vivas que reproduzem-se em sementes ou frutas
179.Comer qualquer coisa de enxame
180.Comer NEVELAH
181.Comer TEREFAH
182.Comer um pedaço de uma criatura viva
183.Comer um GID HÁ-NASHEH
184.Comer sangue
185.Comer a gordura de um animal limpo
186.Cozer carne no leite
187.Comer carne cozida no leite
188.Comer carne de um boi apedrejado
189.Comer pão feito do grão da nova safra
190.Comer grão tostado do grão da nova safra
191.Comer espigas frescas do grão
192.Comer ORLAH
193.Comer KILAI HÁ-KEREM
194.Beber YAIN NESECH
195.Comer e beber em excesso
196.Comer no Yom Kippur
197.Comer fermento durante a Páscoa
198.Comer qualquer coisa contendo fermento durante a Páscoa
199.Comer fermento depois do meio dia do dia quatorze de Nisan
200.Fermento ser encontrado em nossas casas durante a Páscoa
201.Possuir fermento durante a Páscoa
202.Um nazireu beber vinho
203.Um nazireu comer uvas frescas
204.Um nazireu comer uvas secas
205.Um nazireu comer as sementes de uvas
206.Um nazireu comer as folhas secas de uvas
207.Um nazireu contaminar-se por um morto
208.Um nazireu contaminar-se por entrar numa casa contendo um defunto
209.Um nazireu barbear-se 
210.Colher toda a safra
211.Colher espigas de milho que caiam durante a colheita
212.Recolher todo o produto da vinha no tempo da vindima
213.Recolher as uvas caídas durante a vindima
214.Retornar por um feixe esquecido
215.Semear KILAYIM
216.Semear grãos ou vegetais na vinha
217.Acasalar animais de diferentes espécies
218.Trabalhar com dois tipos de animais diferentes
219.Impedir o animal de comer o produto enquanto ele está trabalhando
220.Cultivar o solo no sétimo ano
221.Podar árvores no sétimo ano
222.Colher o que nasceu voluntariamente no sétimo ano como num ano comum
223.Juntar o que nasceu como num ano comum
224.Cultivar o solo no Ano do Jubileu
225.Colher os renovos no Ano do Jubileu como num ano comum
226.Juntar o fruto do Ano do Jubileu como num ano comum
227.Vender nossas propriedades em Israel perpetuamente
228.Vender as terras abertas dos levitas
229.Desamparar os levitas
230.Exigir pagamento de débitos depois do Ano Sabático
231.Reter o empréstimo a ser cancelado no Ano Sabático
232.Falhar em ajudar nossos próprios irmãos
233.Mandar embora um escravo judeu de mãos vazias
234.Exigir pagamento de um devedor que sabe-se não poder pagar
235.Emprestar por interesse
236.Tomar emprestado por interesse
237.Participar de um empréstimo por interesse
238.Oprimir um empregado atrasando o pagamento de seus salários
239.Tomar garantia de um devedor à força
240.Manter em garantia algo necessário à seu próprio dono
241.Tomar garantia de uma viúva
242.Tomar em garantia utensílios de cozinha
243.Raptar um israelita
244.Roubar dinheiro
245.Cometer furto
246.Alterar fraudulosamente os limites da terra
247.Usurpar nossos débitos
248.Repudiar nossos débitos
249.Jurar falsamente para repudiar um débito
250.Enganar um outro nos negócios
251.Enganar um outro na conversa
252.Enganar um prosélito na conversa
253.Enganar um prosélito nos negócios
254.Entregar um escravo fugitivo
255.Enganar um escravo fugitivo
256.Negociar asperamente com órfãos e viúvas
257.Empregar um escravo hebreu em trabalhos degradantes
258.Vender um escravo hebreu em audiência pública
259.Empregar um escravo hebreu em trabalho desnecessário
260.Permitir maus tratos a um escravo hebreu
261.Vender uma escrava hebréia
262.Afligir o esposo de uma escrava hebréia
263.Vender uma mulher cativa
264.Escravizar uma mulher cativa
265.Planejar adquirir a propriedade de outro
266.Cobiçar os pertences de outros
267.Um trabalhador alugado comer grão em crescimento
268.Um trabalhador alugado colocar em seus próprios vasos a colheita
269.Ignorar propriedade perdida
270.Deixar uma pessoa capturada
271.Enganar em pesos e medidas
272.Ter falsos pesos e medidas
273.Um juiz cometer injustiças
274.Um juiz aceitar presentes do litigantes
275.Um juiz favorecer um litigante 
276.Um juiz ser dissuadido por temor de fazer um justo julgamento 
277.Um juiz decidir em favor de um homem pobre por pena 
278.Um juiz perverter um julgamento contra uma pessoa de má reputação 
279.Um juiz compadecer-se de alguém que assassinou um homem 
280.Um juiz perverter a justiça devida a prosélitos ou órfàos 
281.Um juiz ouvir um dos litigantes na ausência do outro 
282.Um júri convicto num caso capital por maioria de um 
283.Um juiz confiar na opção do próprio julgamento 
284.Apontar um juiz ignorante 
285.Levar falsas testemunhas 
286.Um juiz recebendo o testemunho de um homem perverso 
287.Um juiz recebendo o testemunho de uma única testemunha 
288.Convicção pelo testemunho de uma única testemunha 
289.Matar um ser humano 
290.Pena capital baseada em evidência circunstancial 
291.Uma testemunha agindo como advogado 
292.Matar um ladrão sem provas 
293.Poupar a vida de um perseguido 
294.Punir uma pessoa por um pecado cometido na prisão 
295.Aceitar resgate de uma pessoa que tenha cometido assalto intencional 
296.Aceitar resgate de uma pessoa que tenha cometido crime involuntário 
297.Negligenciar salvar um israelita em perigo de vida 
298.Permitir obstáculos em seu domínio público ou provado 
299.Dar notícia enganosa 
300.Inflingir excessiva punição física 
301.Levar mentiras 
302.Odiar um ao outro 
303.Trazer vergonha sobre outro 
304.Trazer vingança sobre outro 
305.Ter rancor 
306.Pegar todo o ninho dos pássaros 
307.Cortar a ???? 
308.Amputar ou cauterizar sinais de um leproso 
309.Arar um vale no qual o ritual de EGLAH ARUFAH tenha sido executado 
310.Permitir a um bruxo o amor 
311.Tirar um recém-casado de sua casa 
312.Diferir de autoridades tradicionais 
313.Acrescentar à Lei escrita ou oral 
314.Detratar a Lei escrita ou oral 
315.Amaldiçoar um juiz 
316.Amaldiçoar um governante 
317.Amaldiçoar um israelita 
318.Amaldiçoar os pais 
319.Agredir os pais 
320.Trabalhar no Shabat 
321.Viajar no Shabat 
322.Punir no Shabat 
323.Trabalhar no primeiro dia de Pesach 
324.Trabalhar no sétimo dia de Pesach 
325.Trabalhar em ATZERETH 
326.Trabalhar em Rosh Hashanah 
327.Trabalhar no primeiro dia de Sukkot 
328.Trabalhar em Shemini Atzereth 
329.Trabalhar em Yom Kippur 
330.Ter relações com a mãe 
331.Ter relações com a esposa do pai 
332.Ter relações com a irmã 
333.Ter relações com a filha da esposa do pai se ela é sua irmã 
334.Ter relações com a filha de um filho 
335.Ter relações com a filha de sua filha 
336.Ter relações com a filha 
337.Ter relações com uma mulher e sua filha 
338.Ter relações com uma mulher e a filha de seu filho 
339.Ter relações com uma mulher e a filha de sua filha 
340.Ter relações com a irmã de seu pai 
341.Ter relações com a irmã de sua mãe 
342.Ter relações com a esposa de um tio 
343.Ter relações com a esposa de um filho 
344.Ter relações com a esposa de um irmão 
345.Ter relações com a irmã de sua esposa durante os últimos dias de vida 
346.Ter relações com uma mulher menstruada 
347.Ter relações com a mulher de outro homem 
348.Homem Ter relações com um animal 
349.Mulher Ter relações com um animal 
350.Um homem relacionar-se carnalmente com outro macho 
351.Um homem relacionar-se carnalmente com seu pai 
352.Um homem relacionar-se carnalmente com o irmão de seu pai 
353.Intimidade com uma parenta 
354.Um MANZER Ter uma relação com um judeu 
355.Ter relações sem casar-se 
356.Casar-se novamente com uma mulher divorciada depois de ela Ter se casado de novo 
357.Ter relações com uma mulher sujeita ao casamento levirato 
358.Divorciar-se de uma mulher que tenha estuprado e tenha sido compelido a casar-se 
359.Divorciar-se de uma mulher após tê-la acusado falsamente a infamado 
360.Um homem incapaz de procriar casar-se com um judia 
361.Castração 
362.Eleger um rei não israelita 
363.Um rei possuir muitos cavalos 
364.Um rei possuir muitas mulheres 
365.Um rei Ter grande escolta pessoal